Feira do Morango retoma suas atividades presenciais

Evento em Brazlândia se estende até o dia 12 de setembro. Devido à pandemia, restrições são obrigatórias. 

Feira do Morango em Brazlândia (DF) retoma suas atividades presenciais
Foto: Agência Brasília

Por Maria Luisa Martins

A 25a tradicional Feira do Morango de Brazlândia volta a ser presencial depois da edição virtual realizada em 2020. O evento é organizado pela Associação Rural e Cultural Alexandre Gusmão (Arcag) e o Instituto Rosa dos Ventos. O evento, que acontece desde o primeiro fim de semana de setembro, prosseguirá até o próximo dia 12.

O festival é realizado na granja da Arcag, Brazlândia, em galpões grandes e arejados devido às restrições contra aglomerações. Checagem de temperatura na entrada e uso de máscara são obrigatórios. Além disso, há disponibilização de álcool em gel em todo o espaço. De acordo com as normas do Governo do Distrito Federal (GDF), shows e apresentações culturais serão vetados de acontecer. 

Segundo dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), apoiadora principal da festa, cerca de 150 hectares de terra foram plantados este ano. Calculam-se 226 cultivadores de morango no Distrito Federal, separados entre alta produção e cultivo orgânico.

Em nota oficial, a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, relembra que 95% dos produtores de morango estão reunidos no evento, com o propósito de fazer da feira um dos principais acontecimentos da região. 

No local há 40 espaços destinados aos produtores de morangos e 30 estandes para comercialização de flores e outras plantas. Na “Morangolândia” também há uma praça de alimentação com a venda de diversas opções culinária e atrações para crianças, como exposição de animais.

“O espaço das barracas dos expositores de morango estava bem organizado e sortido” disse Ivy Silva, de 48 anos. Silva relatou que presenciou edições anteriores da festa e este ano percebeu uma diminuição no público. “Possivelmente por causa da pandemia. Embora seja um espaço aberto”, disse.

O evento é gratuito e aberto para todos os públicos.

Calendário de atividades

Realizado pela Emater-DF, a Colha & Pague é uma das principais atividades do festival. Um sucesso em todas as edições, os participantes poderão colher morangos do pé, conhecer um pouco mais do processo rural e levar os produtos para casa. A ação acontece na Chácara Fukushi onde são plantados 15 mil pés de morango para sustento familiar do produtor rural João Mitiyuki Fukushi.

A Colha & Pague acontece nos dias 4 e 11 de setembro. É preciso o pré-cadastramento no site Põe na Cesta. Foram disponibilizadas quatro turmas em diferentes horários para o interessado selecionar a sua preferência. Após confirmação, a localização da chácara é enviada via WhatsApp.

Valores: 

R$45 (adultos e crianças acima de 10 anos)

R$22,50 (crianças entre 5 e 10 anos e pessoas com mais de 60 anos)

Concurso de receitas com morango é outra atividade já bem estabelecida na festa. Realizado em parceria com a Universidade Católica de Brasília (UCB), o evento aconteceu no dia 2 de setembro. O 16o concurso teve a participação de cinco grupos de produtores rurais locais e tiveram os seus pratos avaliados por especialistas da própria universidade. O resultado foi divulgado no domingo (5), na sede da Arcag, em Brazlândia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *