Memorial JK: a história de Brasília sempre presente

Engana-se quem pensa que Brasília não tem cultura! A cultura brasiliense confunde-se com a própria cidade, uma vez que é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade. São 112,25 quilômetros quadrados, dispondo de monumentos e edifícios que são marcos da arquitetura e do urbanismo modernos.  

O Memorial JK é a prova disso. Inaugurado em 12 de setembro de 1981, o museu reúne histórias da capital e de seu fundador: Juscelino Kubitschek. Sua construção foi iniciativa de Sarah Kubitschek, esposa de Juscelino, por meio da campanha “Você constrói o Memorial JK”, no final da década de 70.

O monumento apresenta ao público um grande número de coleções pessoais do ex-presidente da República e fotos da construção da cidade. Entre os itens preservados, estão a sua faixa presidencial, biblioteca pessoal, medalhas, casaco simbólico, uma caneta de ouro maciço, fotografias que contam um pouco da história de JK, maquetes e as vestimentas utilizadas pelo casal Kubitschek na ocasião de sua posse.

A sala de metas para seu governo também é aberta à visitação. O ápice do passeio pelo museu, no entanto, é a Câmara Mortuária, uma sala escura com iluminação cênica onde se encontra o túmulo com os restos mortais de JK. O espaço é rodeado de paredes esculpidas por Athos Bulcão e um vitral produzido por Marianne Peretti.

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

A construção do Memorial

O Memorial JK foi uma iniciativa de Sarah Kubitschek para homenagear seu marido, 5 anos após sua morte, e manter sua memória viva. O terreno foi cedido pelo então presidente João Figueiredo e a obra foi concluída em 17 meses.  O responsável pelo projeto arquitetônico foi Oscar Niemeyer.

Localizado na Praça do Cruzeiro, um dos pontos mais altos da capital, o Memorial é esculpido no mármore branco e seus quatro espelhos d’água em diferentes posições adicionam um senso de beleza à obra.  São 5.784 metros quadrados de área construída com uma estátua do próprio JK no topo e no jardim uma escultura do ex-presidente e sua mulher abraçados, sentados em um banco.

Visitação

O museu encontra-se aberto ao público de terça a domingo, das 9h às 18h. O valor do ingresso é R$ 10 reais a inteira. Estudantes e idosos pagam meia. Não esqueçam suas máscaras!

Viu como Brasília também é cultura?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *