Governo do DF desativa Hospital de Campanha do Mané Garrincha

Pacientes serão encaminhados para outras unidades

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

O Hospital de Campanha do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha (HCMG) foi desativado nesta quinta-feira, 15.  A atividade estava prevista no Plano de Desmobilização de Leitos COVID-19 do DF divulgado pelo secretário de saúde, Osnei Okumoto.

Desde o dia 22 de maio, o hospital de campanha recebeu cerca de 1,8 mil pacientes, dos quais 1,787 estão curados. Nesta quinta-feira, 28, pacientes ocupavam os 197 leitos disponíveis, mas quatro deles receberam alta no mesmo dia. Os demais foram encaminhados para outras unidades. 

A equipe do Mané Garrincha foi composta por 129 médicos e 647 enfermeiros, além de diversos outros profissionais, entre técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas e profissionais administrativos não assistenciais que atuaram na logística, transporte, alimentação e segurança.

Durante a tarde, o Governo do Distrito Federal (GDF) organizou uma homenagem aos pacientes e profissionais envolvidos com o hospital. Osnei Okumoto marcou presença juntamente com os quatro pacientes que receberam alta nesta tarde. Também participaram da homenagem os pacientes das altas número 100, 200, 1 mil e 1,5 mil. Além da apresentação da banda do Corpo de Bombeiros. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *