DF registra alta nos casos de dengue 

A alta temperatura e a chuva intermitente são contribuintes para aumento de doença 

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal(SES-DF), o número de casos de dengue na capital aumentou drasticamente em relação ao ano passado, colocando a capital em alerta quanto à infecção propagada pelo aedes aegypti.

Em 2020, já foram notificadas 45.469 ocorrências, um aumento de 22,3% em comparação ao mesmo período de 2019. De acordo com a pesquisa feita pela SES-DF, os maiores números registros são em Ceilândia, colocando a cidade como líder nos casos de contágio, seguido por Gama (4.696 casos), Santa Maria (3.762) e Samambaia (3.617). Os números de óbito, no entanto, continuam em baixa, com 44 mortes provocadas pela doença até agora.

O período chuvoso é ideal para proliferação do Aedes aegypti, contribuindo para a elevação dos números de infectados pela doença. Por isso, é fundamental conhecer e adotar todas as medidas preventivas.

Como prevenir?

A melhor forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, eliminando água armazenada em locais que podem se tornar criadouros da doença, como vasos de plantas, galões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.

– Mantenha a caixa d’agua fechada;

– Higienize semanalmente tanques e baldes utilizados para armazenar água;

– Coloque areia até a borda os pratos e vasos de plantas;

– Jogue no lixo objetos abandonados que possam acumular água;

– Mantenha as lixeiras bem fechadas;

– Não deixe acumulo de água nas calhas ou sobre a laje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *