Secec cancela edital e mantém 53º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Foto: Reprodução/Agência Brasil

Entidades denunciam irregularidades no processo da edição deste ano 

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal cancelou nesta quarta-feira, 30, o edital 09/2020 que selecionou o Instituto Eu Ligo (IEL) como responsável pela realização do 53º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. A suspensão aconteceu após entidades ligadas a profissionais de cinema e audiovisual se manifestarem apontando irregularidades no processo de seleção.

As entidades afirmam que a Organização da Sociedade Civil (OSC) descumpriu 12 requisitos mínimos mencionados no edital, além de não possuir experiência em cinema. Em nota, o IEL nega as acusações e afirma que venceu o processo “de forma lícita e transparente”.

De acordo com o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, todo o processo de escolha aconteceu de forma legal, mas em nota esclareceu que diante do clima que se estendeu sob o processo de seleção da OSC, “não é do interesse fazer um Festival de Brasília sem o clima colaborativo com a classe cinematográfica. Assim, opto pelo cancelamento do edital.”

Desta forma a realização da edição histórica do Festival, no ano de comemoração dos 60 anos de Brasília, ficará por conta da Secretaria de Cultura. E ainda segundo o Bartolomeu, “o evento manterá a tradição em respeito aos amantes da arte cinematográfica e ao que o festival significa para a história cultural da cidade”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *