Sobe o número de casos suspeitos de dengue no Distrito Federal


Foto: Secretaria de Saude/ Breno Esaki.


DF registra o aumento de 21,4% em um período de 8 meses nos casos prováveis de dengue

O boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do DF, divulgados no último dia 21, registrou 43.941 casos suspeitos de dengue na capital. A contagem foi feita desde dezembro de 2019 até o mês de agosto de deste ano.

A região do Gama registrou o maior número de infectados pela doença causada pelo Aedes aegypti. A cidade apresenta índice de 3234,09 ocorrências a cada 100,000 habitantes e 10 mortes confirmadas pela doença.

O DF, registrou, ao todo, 65 casos graves nos últimos meses e 42 mortes. Com a preocupação relacionadas a covid-19, os moradores da capital federal diminuíram os cuidados e prevenções relacionadas a outras doenças, como a dengue e H1N1, que também apresenta casos confirmados.

As campanhas voltaram a tona após o aumento das suspeitas de casos de dengue no Distrito Federal. A Secretaria de Saúde também alerta sobre os cuidados que todos devem tomar para evitar a proliferação da lava.

Algumas destas medidas de prevenção são :
• Tampe os tonéis e caixas d’água;
• Mantenha as calhas sempre limpas;
• Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
• Mantenha lixeiras bem tampadas;
• Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
• Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
• Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
• Limpe todos os acessórios de decoração que ficam fora de casa e evite o acúmulo de água em pneus e calhas sujas, por exemplo;
• Deixe portas e janelas fechadas, principalmente nos períodos do nascer e do pôr do sol;
• Coloque repelentes elétricos próximos às janelas – o uso é contraindicado para pessoas alérgicas;
• Velas ou difusores de essência de citronela também podem ser usados;
• Evite produtos de higiene com perfume, pois podem atrair insetos;
• Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa;
• Coloque areia nos vasos de plantas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *