Professores são contra a volta às aulas nas escolas particulares do DF

Sala de aula vazia (Foto: Freepik)

Pesquisa revela que sete em cada dez docentes são contrários ao retorno presencial

O Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares do Distrito Federal (Sinproep-DF) apresentou nesta segunda-feira, 24, o resultado de uma pesquisa virtual realizada com educadores sobre o retorno das aulas presenciais nas escolas privadas. As atividades estão paralisadas desde 11 de março, devido a pandemia do novo coronavírus.

Cada filiado foi consultado e, de acordo com o Sindicato, 1,8 mil professores responderam o questionário. O levantamento revela que 69,9% são contra a retomada das aulas presenciais neste momento. A favor, são 30,1%. Dos professores que responderam, 23,62% lecionam na Educação Infantil e 28,35% no Ensino Fundamental 1.

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT) realizou ontem uma audiência de conciliação para discutir a retomada das aulas presenciais na rede de ensino particular do Distrito Federal. O encontro contava com a participação do Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinproep-DF), sindicato que representa as escolas, Ministério Público do Trabalho (MPT) e Governo do Distrito Federal (GDF) que não compareceu. 

O encontro terminou com data definida para a retomada das atividades escolares

A volta às aulas começa a partir de 21 de setembro. Veja calendário abaixo:

  • 21 de setembro: Educação Infantil e Ensino Fundamental I
  • 19 de outubro: Ensino Fundamental II
  • 26 de outubro: Ensino Médio e profissionalizante

Fonte: Sinproep

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *