GDF economiza cerca de R$36 milhões com teletrabalho

O Sistema Eletrônico de Informações (SEI) é um sistema de produção e gestão de documentos e processos eletrônicos desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) e cedido gratuitamente à administração pública. 

O método foi adotado por servidores público durante a pandemia

A pandemia causada pela Covid-19 levou o Governo do Distrito Federal (GDF) a tomar medidas emergenciais para evitar maior propagação do vírus na capital. Uma delas, foi o teletrabalho, que tem gerado grande economia financeira aos cofres públicos. As despesas que apresentaram maior contenção foram água, energia elétrica e esgoto nos prédios públicos.

O teletrabalho, trabalho remoto ou, como é mundialmente conhecido, home office (que significa, literalmente, trabalho a distância) foi estabelecido para a administração pública, direta e indireta, autárquica e funcional do Distrito Federal pelo decreto 40.546, de março de 2020.

Com a medida, entre os meses de abril e julho, o executivo local economizou R$36,4 milhões em despesas, matérias de consumo e prestação de serviços relacionados à manutenção administrativa, como serviço de internet.

O GDF afirma ainda que este sistema não afetou a produtividade do serviço público e que, por dia, mais de 48 mil pessoas acessam o sistema do GDF para desempenharem suas funções como servidores públicos.

*Com informações da Secretaria de Economia

Por Maryanna Aguiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *