A arrecadação de impostos bate os 11 bilhões de reais

O valor é maior do que o total de 2012 

Foto: Manuela Moura

O Governo do Distrito Federal (GDF) arrecadou em 2020 mais de 11 bilhões de reais em impostos, até última atualização feita nesta sexta-feira, 28. A maioria dos valores pagos pela população corresponde ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e ao Imposto de Renda (IR). 

De acordo com o Portal da Transparência, 63% de toda a receita recebida pelo GDF é composta por impostos de diferentes setores, como IPVA, ISS, ICMS, IPTU, ITBI, ITCD e IR. 

O recorde de arrecadações é do ICMS. É competência de cada estado brasileiro instituir e cobrar os valores que devem ser tabelados referentes a este. Com ele, o GDF arrecadou R$5.320 bilhões. Em seguida, o mais lucrativo, foi o Imposto de Renda, que gerou aos cofres da capital cerca de R$2 bilhões.

Até o momento, o que menos gerou receita foi o ITCD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos) com R$ 87 milhões. Esse trata-se de um imposto estadual devido por toda pessoa física ou jurídica que receber bens ou direitos como herança, doação ou excedente de partilha.

Já o IPTU, que o GDF esperava arrecadar 1 bilhão de reais, não bateu a meta esperada para 2020 mas teve um receita média de R$974 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *