Brics dos Povos: Movimento militante se reúne hoje em Brasília

Evento paralelo à Cúpula dos Brics vai até amanhã (12)

Começou nesta segunda-feira (11), e vai até amanhã, o evento que reúne representantes de movimentos populares, sindicatos e partidos políticos dos países que formam o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O evento será realizado no plenário 2 da Câmara dos Deputados, a partir das 09h e estima-se a presença de 300 pessoas.

O Brics dos Povos, contará com grandes nomes como Celso Amorim, ex-chanceler do Brasil; Nalu Faria, da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba Movimentos); Aleksandr Mironov, do Partido dos Trabalhadores Comunistas da Rússia; de Bhasha Singh, jornalista do Safai Karmashari Andolan, movimento que reúne dalits na Índia; e S’bu Zikode, do Abhalali baseMjondolo, da África do Sul. Entre os principais temas debatidos na ocasião, estão imperialismo, crise econômica e política, solidariedade internacional e integração dos povos.

O diretor nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stedile, informa que os integrantes do Brics fiquem apenas em pautas comerciais e financeiras, e esqueçam do social. “Os Brics são uma proposta de articulação regional que visa justamente denunciar o imperialismo dos Estados Unidos, pela dominação econômica, pelo dólar e pela manipulação de outros organismos internacionais, como FMI [Fundo Monetário Internacional], Banco Mundial e OMC [Organização Mundial do Comércio]”, completa, ressaltando o objetivo da criação do bloco.

Assista aos debates ao vivo aqui.

Confira a programação completa:

11/11/2019 – segunda-feira

Mesa 1: Imperialismo, geopolítica internacional, o papel dos Brics e dos povos
Mesa 2: Crise econômica, social e ambiental e as alternativas populares de desenvolvimento

12/11/2019 – terça-feira
Mesa 3: Crise Política Internacional e a luta popular
Mesa 4: Desafios do internacionalismo, da solidariedade e da integração dos povos

*Com informações do Brasil de Fato

Por: Yasmin Ibrahim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *