GDF Presente chega em São Sebastião

Desta vez, a ação foi voltada para o combate do mosquito Aedes aegypti 

Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal, por meio do programa GDF Presente, realizou mais um trabalho de recolhimento de rejeitos, dessa vez na Região Administrativa de São Sebastião. A ação durou dez dias e coletou mais de 80 toneladas. 

A equipe responsável passou por 120 ruas na região e recolheu entulhos e inservíveis. Entre os materiais estão sofás, colchões, guarda-roupas e até televisões. 

O objetivo da ação é combater o mosquito da dengue em áreas com mais registros da doença, já que limpeza e saúde andam lado a lado. A escolha das ruas foi realizada por meio de parceria com a Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), que, graças ao trabalho de prevenção ao Aedes aegypti e animais peçonhentos realizado pelo órgão, pode identificar as regiões com mais acúmulo de inservíveis.

A Dival funciona como os olhos do governo, já que o GDF não possui permissão para entrar nas casas. Então, ele define as ruas e, em seguida, envia o carro de som que passa pedindo aos moradores para deixar o objeto inservível na calçada. Assim, evita-se que as pessoas mantenham materiais inutilizados em casa e que estes se tornem possíveis focos do mosquito da dengue. 

O trabalho, encerrado hoje em São Sebastião, passará também pelas regiões administrativas de Jardim Botânico, entre os dias 1º e 7 de novembro, de Itapoã, entre 8 e 14 de novembro, e do Paranoá, entre os dias 15 e 21 do mesmo mês. 

A ideia do programa GDF Presente é atender às demandas da população em relação a buracos, calçadas, paradas de ônibus, bueiros etc. Além disso, como foi o caso da ação em São Sebastião, o Governo do DF também tem como objetivo prevenir que doenças graves, como a dengue, se propaguem pelas regiões da capital. 

*Com informações da Agência Brasília

Por Mariana Albernaz


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *