Distrito Federal completa 95 dias sem chuva; confira as previsões para o fim de semana

Foto: MARCELLO CASAL JR/ABR

Após o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitir um aviso vermelho para toda a população do Distrito Federal, por conta da baixa umidade relativa do ar da última quinta-feira (5), o índice desta sexta-feira bateu na casa dos 20%, com a máxima de 33°C. Na quinta, a umidade chegou a 8%, considerada a mais baixa do ano.

Além disso, na data de hoje, o capital completa 95 dias sem chuva, o que alarma a população para as queimadas, já que a falta de chuva faz os números aumentarem.
Com as temperaturas altas e a baixa umidade, o recomendável pela Defesa Civil e especialistas na área é de que a população evite fazer exercícios físicos entre 10h e 16h, usar protetor solar e, o mais importante, se mantenha hidratada na maior parte do tempo, evitando desidratação.

De acordo com o meteorologista Mamedes Luiz Melo, o fim de semana será de calor, no sábado (6), a umidade sobe um pouco mais, chegando a 30%. Mas a partir de domingo (8), ela volta a cair. “Amanhã, pela manhã, a umidade pode chegar a 95%. Já no domingo, deve ficar abaixo de 20% novamente, trazendo mais uma semana seca”, afirmou.

Confira a medição da umidade relativa do ar e os cuidados à serem tomados durante cada período:

Entre 21% e 30% por cinco dias consecutivos: estado de atenção

● Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h;
● Umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
● Consumir água à vontade.

Entre 12% e 20% por dois dias seguidos: estado de alerta
● Observar as recomendações do estado de atenção;
● Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 17h;
● Evitar aglomerações em ambientes fechados;
● Usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas.

Abaixo de 12% por dois dias seguidos: estado de emergência
● Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
● Interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h;
● Manter os ambientes internos úmidos.

Por Liliana Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *