Copa do Mundo Sub-17 é oficialmente lançada em Brasília

Pela primeira vez o Brasil sediará a competição, que acontece desde 1985.

Foto: Divulgação

Na última quinta-feira (29), a Copa do Mundo Sub-17 foi oficialmente lançada. Representantes da FIFA, do Comitê Organizador Local, os técnicos das 24 seleções participantes e o ex-goleiro Júlio César, embaixador do torneio, estiveram presentes no evento, que aconteceu em Brasília.

Para receber os jogos, foram escolhidos quatro estádios em três cidades: o Bezerrão – que sediará a abertura e a final –, no Gama (DF), o Estádio Olímpico e o Serrinha, em Goiânia, e o Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES).

O Brasil já conquistou três vezes o título da Sub 17 – sendo a última em 2003 e, nesta edição, o técnico Guilherme Della Dea conta com joias do futebol de base brasileiro como Talles Magno, do Vasco da Gama, e Reinier, do Flamengo. Sobre Talles, que deixou de integrar o elenco da Sub-17 para disputar o clássico contra o Flamengo no Mané Garrincha, o técnico acredita que o cruzmaltino não vetará o jogador.

Esse é um atleta que a gente cuida com todo o carinho do mundo. Tenho certeza que não vai ter problema algum se tivermos que convocar ele. Na reta final do mundial, o Vasco da Gama e a CBF vão entrar em um acordo”, afirma. Júlio César, vice-campeão com a Seleção Sub-17 em 1995, disse que ainda não teve a oportunidade de conversar cara a cara com os meninos, mas deixou um recado para os jogadores.

Ainda não tive (oportunidade), mas o que eu posso dizer é que eles têm que curtir o momento. Você tem a oportunidade de jogar uma Copa do Mundo Sub 17, sub 20, não interessa, no seu país. Acho que é mais que especial, eu faria tudo de novo, mesmo se você me dissesse como terminaria o Mundial de 2014 porque é uma experiência única, que eu levo pra minha vida”, contou o embaixador.

O Brasil está no grupo A, junto com Angola, que nunca ganhou a competição, Canadá e Nova Zelândia, cada uma com um título. Apesar de não terem tanta tradição no futebol, Della Dae não subestima nenhuma das equipes.

“Eu acredito em todas (as seleções) porque hoje o futebol está cada vez mais organizado. Temos que estar atentos a todas, temos Canadá, Nova Zelândia, Angola, é um grupo difícil. A expectativa de fazer um grande mundial é grande, até pelos últimos jogos que fizemos, você vê uma consistência”.

A estreia da Seleção Brasileira será no dia 26 de outubro contra o Canadá, às 17h, no Bezerrão.

Bezerrão

Uma das maiores dúvidas do público era o porquê da escolha do Bezerrão, e não o Mané Garrincha. Thiago Jannuzzi, Gerente Geral de Competições do Comitê Organizador Local, explica que a ideia é possibilitar que estádios menores entrem no circuito.

Estamos oportunizando estádios que nunca participaram de grandes eventos e o Bezerrão é um caso desses. Estamos também adequando a competição para estádios de menor capacidade, que são mais propícios para esse tipo de torneio.”

Sobre o gramado, outra preocupação, Jannuzzi tranquiliza a situação. “Durante o seminário, a FIFA enfatizou que uma das prioridades é o gramado ofertado para as delegações. A gente já começou, desde o meio do ano, um trabalho de pesquisa para analisar a atual situação do gramado, e traçar um plano de manejo para todos os campos que serão usados. Então estamos muito tranquilos com a entrega que vai ser feita e a qualidade dos campos para competição”.

Os ingressos variam de R$5 a R$40 e começaram a ser vendidos na última sexta-feira (30). O estádio da sociedade Esportiva do Gama receberá 17 jogos da Copa do Mundo sub-17, incluindo a abertura, dois jogos das oitavas de final, as semifinais, a disputa do terceiro lugar e a grande decisão do torneio.

Por Raquel Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *