Proposta de Bolsonaro sobre redução de IPI dos games pode afetar negativamente economia do país

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), declarar no Twitter (no dia 27 de julho) que estava finalizando estudos para a diminuição de impostos sobre jogos eletrônicos, o Ministério da Economia revelou, na publicação de uma minuta do decreto finalizado, a perda de mais de R$50 milhões até 2021.

A proposta da redução de alíquotas diz a respeito ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), e defende a consolidação do segmento de videogames no país, uma vez que o Brasil é o segundo maior mercado de games, segundo o discurso do próprio presidente.

Essa não é a primeira vez que se fala sobre esse assunto, no ano de 2017, o senador Telmário Mota (PROS-RR), propôs o que seria a “PEC dos Games”, onde os impostos sobre os jogos iriam diminuir de 70% para menos de 10%. A PEC passou pela Câmera dos Deputados, porém segue em trâmite para votação no Plenário.

“Queremos aumentar a capacidade produtiva do mercado nacional de videogames, com o incremento do emprego, dos lucros e também da arrecadação, já que as contribuições sobre a receita bruta continuarão incidindo normalmente sobre o setor” explica Mota em discurso ao Senado.

Contrariando o que o senador diz, o site PCWorld fez uma análise, e chegou a conclusão de que 70 mil unidades, produzidas pela Zona Franca de Manaus, não seriam mais fabricadas, o que implicaria na perda de 500 empregos no setor.

“Um segmento desindustrializado e com desemprego” diz consultor Saleh Hamdeh, da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam) ao site TeleSintese.

Bolsonaro enfatizou a proposta de redução dos impostos e visa ampliá-la para o campo da tecnologia da informação, com menos impostos também nas áreas de telefonia (celulares) e na informática (computadores).

Por Nicoly Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *