Escolas que serão militarizadas são definidas

O Governo do Distrito Federal (GDF) definiu, no dia 10 de Julho, as seis escolas que devem participar do projeto de gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação, a Polícia Militar (PMDF), o Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e a Secretaria de Segurança Pública. Entretanto, as instituições escolhidas ainda precisam realizar uma assembleia com as comunidades das quais pertencem para aprovarem a mudança no regime educacional proposto pelo GDF.

Conforme afirma o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), a escolha atendeu a um índice criado pelo Governo do Distrito Federal para analisar fatores como o desempenho dos alunos, as taxas de evasão e de reprovação, bem como as ocorrências criminais registradas nas localidades das escolas.

A rede de ensino do DF é positiva em relação ao plano, pois acredita na melhora em questões como segurança, disciplina e desempenho na aprendizagem. O projeto procura oferecer uma educação de qualidade, construindo estratégias voltadas ao policiamento comunitário como forma de enfrentar a violência no ambiente escolar. 

As seis escolas escolhidas são: o Centro de Ensino Fundamental (CEF) 19 (Taguatinga), o CEF 407 (Samambaia), o Centro Educacional Gisno, o CEF Condomínio Estância III (Planaltina), o CEF 01 (Núcleo Bandeirante) e o CEF 05 (Paranoá).

Por Rafael Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *