Aplicativos de transporte podem ser liberados para deputados distritais

Uma edição de ato está sendo estudada pela Mesa Diretora da Câmara Legislativa, após o vice-presidente do Legislativo, Rodrigo Delmasso (PRB), apresentar, nesta terça-feira (13), uma proposta para autorizar que táxis e transportes por aplicativo sejam usados por deputados distritais. A medida permitiria, por meio do ressarcimento com verba indenizatória, a redução no reembolso aos parlamentares de gastos com aluguéis de veículos e combustíveis, por exemplo. 

Segundo Delmasso, a proposta, que já recebeu o aval da Procuradoria-Geral da Câmara Legislativa, ainda colabora com a transparência, porque, para que o deputado receba o ressarcimento da verba indenizatória, ele precisará apresentar o comprovante com a discriminação da viagem. Outra observação é que o translado dos distritais não ficaria restrito apenas aos carros, pois eles podem utilizar patinetes e bicicletas atendidas por aplicativos. 

A ideia de inserir essa opção se deve ao fato de que, dentro da verba indenizatória que os distritais têm para gastar, 50% do montante é utilizado para combustível, aluguel de veículos e lubrificantes. Com a proposta em vigor, esse gasto pode diminuir. 

Por Mariana Albernaz

One thought on “Aplicativos de transporte podem ser liberados para deputados distritais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *